top of page

CARIACICA DÁ MAIS UM PASSO RUMO À CIDADE INTELIGENTE

O município de Cariacica deu mais um passo para se tornar uma cidade exemplo de inovação e eficiência para a região da Grande Vitória. O prefeito Euclério Sampaio e a equipe técnica da prefeitura receberam na manhã desta quinta-feira (23), das mãos dos representantes do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) e do Instituto de Planejamento e Gestão das Cidades (IPGC), os estudos de viabilidade técnica para a modelagem de serviços de Parceria Público-Privada (PPP).


As ações propostas no estudo fazem parte do Programa ES Inteligente do Bandes, desenvolvido em Cariacica em parceria com o governo do Estado, prefeitura e com o Instituto de Planejamento e Gestão de Cidades (IPGC). O programa visa a implementar projetos de Parcerias Público-Privadas (PPPs) que promovam a modernização e o desenvolvimento dos municípios capixabas.


Os projetos abrangem soluções integradas, como iluminação pública, usina solar fotovoltaica, infraestrutura de telecomunicações e conectividade, videomonitoramento, Wi-Fi público gratuito e fibra ótica em todos os prédios públicos, além de soluções amplas em resíduos sólidos urbanos.


Em Cariacica, o projeto pode representar uma economia de cerca de 80% aos cofres públicos. Com uma demanda proporcional à sua posição de terceiro município com a maior população do Estado, o projeto inclui a modernização de mais pontos de iluminação pública, a instalação de fibra ótica para conexão de prédios públicos, pontos de wi-fi público, pontos de videomonitoramento com câmeras e a geração de quase cinco milhões de kilowatts por ano em energia fotovoltaica, o que contribuirá para a melhoria da eficiência dos serviços urbanos e da segurança pública.


Esse estudo irá balizar as decisões futuras da administração, pois o que ele propõe será fundamental e crucial para moldar o futuro de nossa cidade em direção à inteligência, eficiência e sustentabilidade. Estamos confiantes de que as avaliações fornecidas pelo estudo orientarão a implementação de tecnologias avançadas que transformarão nossas cidades em ambientes mais eficientes, conectados e inclusivos para todos os cidadãos”, avalia o prefeito Euclério Sampaio.


"A partir do recebimento deste estudo a administração fará a análise das propostas apresentadas, visando  a implementar em breve as soluções apontadas que, em nossa prévia avaliação, tornarão a cidade mais moderna e com projetos que propõem o bem-estar, qualidade de vida do cidadão, bem como o crescimento econômico e sustentável de Cariacica”, afirmou a secretária de Governo de Cariacica, Shymenne Benevicto de Castro.


O diretor de Negócios do banco capixaba, Marcos Kneip Navarro, destacou a importância da proposta para o desenvolvimento do município. “A implementação deste programa permite ao município abrir as portas para o desenvolvimento a partir da implementação de excelentes projetos que conseguem reverter orçamento público em benefícios a uma maior parcela da população”, afirma.


O conceito de cidade inteligente, ou seja, a ideia de cidades autossuficientes, modernas e inovadoras que adotam alternativas, com o objetivo de oferecer mais serviços com qualidade e agilidade à população, tem se fortalecido nos últimos anos e vem ganhando espaço também no Espírito Santo.


ES Inteligente

O Programa ES Inteligente, que tem o Bandes como coordenador em parceria com o Instituto de Planejamento e Gestão das Cidades (IPGC), é voltado para o desenvolvimento de produtos públicos de qualidade à população, por meio de estruturação de Parcerias Público-Privadas (PPP). Desse modo, o programa oferta modelagem de projetos que apoiam o funcionamento da região, como a implantação, gestão e manutenção de centros de saneamento básico.


O programa de PPPs conta com uma cooperação técnica e especializada constante entre as equipes do município, Bandes e IPGC que permitem uma análise ideal sobre as demandas e características regionais. Assim, as cidades inteligentes podem solicitar novos projetos que apoiem o crescimento local em outras áreas e melhor uso dos recursos públicos, por exemplo, planejamentos para saneamento e de gestão de recursos sólidos urbanos.


“Na maioria das vezes, encontramos nos municípios uma certa escassez de recursos suficientes para estruturar e realizar os projetos mais robustos, como os previstos no ES Inteligente. Por isso, em nossa atuação, dispomos de uma equipe qualificada para executar projetos. Após a adesão, nós começamos o que chamamos de estudo de viabilidade, em que é possível identificar as oportunidades e a exequibilidade dos projetos dentro de determinado município”, explicou o coordenador do Núcleo de Gestão de Concessões e Parcerias do banco capixaba, Vilker Zucolotto, que atende às prefeituras.


Com informações da assessoria de imprensa do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) 

9 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page