Em Guaratinguetá, EDP investe mais de R$ 680 mil em lâmpadas de LED na iluminação pública

Lâmpadas de LED são mais eficientes, econômicas e sustentáveis


A EDP, distribuidora de energia elétrica do Vale do Paraíba, e a Prefeitura de Guaratinguetá assinaram o contrato do projeto que substituirá 590 luminárias da iluminação pública e oito refletores da cidade pela tecnologia LED. A cerimônia, que seguiu todos os protocolos sanitários vigentes de combate à Covid-19, foi realizada ontem (28) na sede Prefeitura, com a presença do prefeito, Marcus Soliva, e da diretora da EDP, Cristiane Fernandes.


Com o projeto, será possível reduzir o consumo de energia da administração municipal referente a iluminação pública em cerca de 530 MWh/ano, o equivalente ao consumo médio anual de aproximadamente 220 famílias.





A iniciativa foi contemplada na Chamada Pública Projetos de Eficiência Energética da EDP, para incentivar a conservação e uso racional da energia elétrica, e traz benefícios para a população, já que a tecnologia LED proporciona mais conforto visual e nitidez, além de contribuir na diminuição do consumo de energia e redução também nos custos de manutenção para o município, uma vez que a durabilidade da lâmpada LED é muito superior ao sistema que estava sendo utilizado. O novo modelo também gera menor impacto ambiental?por não conter mercúrio e outros componentes nocivos em sua composição.


A substituição dos equipamentos tem início previsto para outubro e terá conclusão em até 2 meses. O projeto foi contemplado na Chamada Pública de Projetos - CPP 001/2020 do Programa de Eficiência Energética da EDP, que é regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL.


"Estamos muito felizes com mais esta parceria de eficiência energética junto à prefeitura de Guaratinguetá, que levará mais segurança, economia e sustentabilidade ao município. A ação também reafirma o compromisso da EDP com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) - plano de ação global definido pelas Nações Unidas (ONU) para alcançar o desenvolvimento sustentável até 2030, e que está incorporado à agenda estratégica da Companhia para crescer gerando impactos positivos junto à sociedade e ao meio ambiente", afirma a diretora da EDP em São Paulo, Cristiane Fernandes. Em 2019, a EDP já havia substituído 500 luminárias comuns por LED na iluminação pública da cidade.

4 visualizações0 comentário