Com PPP da iluminação, Pederneiras registra redução de 22% no consumo

Atualizado: 20 de jan.

Concessão completou 1 ano com a marca de quase 3 mil postes modernizados, que garantem economia e segurança nas vias.



A Parceria público-privada (PPP) da Iluminação pública firmada entre a Prefeitura e o consorcio de empresas Luz de Pederneiras SPE S/A completou um ano de vigência na última semana já contabilizando redução de 22% no custo de energia consumida pelos postes instalados em locais públicos da cidade. O resultado foi possível após a modernização de quase 3 mil pontos de iluminação, que receberam luzes de LED, considerados mais econômicos e ambientalmente sustentáveis.


Após cerca de dez anos de estudos e análises, realizados por três gestões distintas, o contrato de concessão foi assinado em 11 de novembro de 2020 e, em 11 de novembro de 2021, foi expedida a ordem de serviço para início das melhorias. Ao todo, a prefeitura investirá R$ 34.379.310,00 ao longo de 23 anos, no prazo de duração da PPP.


Segundo Antônio Carlos Piccino Filho, gerente comercial da Mazza Fregolente Eletricidade e Construções Ltda, de Jaú, uma das empresas que fazem parte do Consórcio Luz de Pederneiras SPE S/A, o parque de iluminação público da cidade conta com 8.840 pontos. Na parceria uma das metas obrigatórias é instalar lâmpadas de LED em um terço deste total a cada ano, até que, ao final do terceiro ano, 100% do parque tenha lâmpadas com esta tecnologia.


O consorcio – também integrado pela Zopone Engenharia e Sum Ip Serviços de Infraestrutura, de Bauru- tem, ainda, o dever contratual de reduzir o consumo de energia em 17% no primeiro ano, 35% no segundo ano e 52% a partir do terceiro ano. “No primeiro ano, conseguimos já ultrapassar a meta e chegamos a uma redução de 22%, com a instalação de 2.8983 pontos de LED. E acreditamos que, ao final, da modernização chegaremos a mais de 60% de queda do consumo global”, projeta Piccino Filho.


Cabe ao consórcio, ainda, ampliar em 0,5% ao ano o número de pontos, o que deverá corresponder a algo entre 40 e 45 novos postes a cada 12 meses. As regiões da cidade onde eles serão instalados serão definidas pela administração municipal.


Prioridades


Da mesma forma, as áreas prioritárias para a substituição das lâmpadas por modelos de LED também são determinadas pelo Executivo e, segundo a prefeita Ivana Camarinha, a preferência foi dada às regiões mais periféricas da cidade. Nos bairros em que as trocas já ocorreram, é muito visível a diferença entre antes e depois. O ganho em termos de iluminação é grande”, frisa.


Neste primeiro ano, já receberam as benfeitorias os distritos de Guaianás, Vanglória e Santelmo, além de toda a região que abrange o bairro Cidade Nova, o Núcleo Maria Helena e adjacências. Em 2022, será a vez dos bairros localizados no lado oposto da cidade e, no terceiro ano, a região central.


Trata-se de um investimento muito alto, especialmente nos primeiros anos, algo que a prefeitura não teria condições de fazer. Seria inviável para o orçamento de uma cidade pequena como a nossa. Em dois anos, a empresa irá investir R$12 milhões em iluminação, valor que pagaremos de forma diluída ao longo do tempo”, comenta Ivana.


Fonte: Jornal da Cidade Bauru

22 visualizações0 comentário