Carta aos estruturadores de projeto

A ABCIP (Associação Brasileira das Concessionárias de Iluminação Pública), através dos seus membros e de seu Comitê de Telegestão, vem por meio desta convidá-lo para um debate sobre a conceituação do Índice de Disponibilidade de Sistemas de Telegestão. Após discussões internas sobre o tema, percebemos que no mercado existem algumas divergências sobre as funcionalidades, comunicação e operação de sistemas dessa natureza. A ABCIP entende que o conceito utilizado para a medição do Índice de Disponibilidade do Sistema de Telegestão está incompatível com as melhores práticas disponíveis no mercado atualmente.


A grande maioria dos produtos disponíveis no mercado se comunica através de radiofrequência (sistema de transferência de dados sem fio), sendo característica destes sistemas a comunicação intermitente, uma vez que depende de fatores climáticos, distância entre pontos, relevo, etc. Deve-se ressaltar que esta característica em nada prejudica a performance dos sistemas e tampouco suas funcionalidades, em especial, a capacidade de mensurar e armazenar os valores de energia consumida, bem como de alertar sobre a ocorrência de eventuais não conformidades.


Além disso, hoje, nenhum dos sistemas existentes opera com comunicação em tempo real ou o tempo todo (seja a cada segundo, minuto ou até a cada hora). Cada fabricante possui sua própria metodologia para comunicação e obtenção dos dados, podendo se comunicar com os terminais, instalados nas luminárias, cerca de 4 a 8 vezes ao dia, ou seja, com uma comunicação a cada 6 h ou 3 h.



Os sistemas de telegestão funcionam independentemente da sua comunicação, isto é, a coleta de dados não depende da comunicação com a central. O próprio terminal (instalado na luminária) tem memória interna com capacidade de armazenamento mínima de 48 horas, que pode até ser maior, dependendo do fabricante. A comunicação se faz necessária para o envio de dados até a central, porém dependendo do sistema, uma comunicação por dia já se mostra suficiente. Desta forma, entende-se que a qualidade do sistema de telegestão não deve ser medida apenas pela disponibilidade de comunicação, mas sim pelo conjunto de dados coletados. Portanto, a medição do desempenho da disponibilidade, conforme solicitado atualmente, onera as Concessionárias de Iluminação Pública por um atributo que não é praticado no mercado atual.


Propõe-se através desta proposta uma mudança na forma de medição da disponibilidade do sistema de telegestão que, ao invés de ser medido por hora, poderia ser medido por dia, ou seja, se o dispositivo se comunicou com a central naquele dia, este deve ser considerado disponível, como exemplificado na tabela abaixo:



Baseando-se nas informações enviadas por este dispositivo, pode-se então declará-lo operante, de acordo com as informações enviadas e funcionalidades básicas em operação. Apenas se um terminal do sistema de telegestão não se comunicar por mais de 24 horas, ele deve ser considerado como não disponível. Neste caso, será acionado um alarme para que uma averiguação seja feita. É importante esclarecer que este indicador trata apenas da disponibilidade do sistema de telegestão. Para verificação de seu desempenho, existem outros mecanismos contemplados por outros indicadores nos editais.


Como exemplos de experiências internacionais, dentre as empresas associadas à ABCIP, existem dois projetos que possuem o Índice de Disponibilidade do Sistema de Telegestão, sendo um no Reino Unido e outro na Suécia, onde ambos são mensurados da seguinte forma:


Por fim, a comunicação intermitente não necessariamente implica que o sistema se encontra inoperante ou sem coleta de dados, apenas significa que naquele específico momento a comunicação não ocorreu, e o próprio sistema irá tentar se comunicar novamente para garantir o envio dos dados coletados.


Com base no exposto, a ABCIP o convida para uma reunião por videoconferência no dia 30.07.2020, às 10 horas, para que possamos ter um melhor entendimento e compartilhar nossa experiência sobre o tema.

Atenciosamente,


______________________________________

Pedro Vicente Iacovino

Diretor Presidente

pedro.iacovino@associacaoabcip.com.br


4 visualizações0 comentário